sábado, 12 de janeiro de 2008

LIGHTNIN' HOPKINS * 15/03/1912 - † 30/01/1982


Samuel Hopkins nasceu na pequena fazenda de sua família, em Centerville, Texas, em 1912. Apesar da vida interiorana o pequeno Sam teve o prazer de assistir Blind Lemmon Jefferson, o maior cantor de blues da época, com apenas 10 anos de idade. Ao ver que o garoto havia ficado impressionado com sua performance, Jefferson virou para ele e disse "If you wanna play it, you gotta play it right boy" (se você quiser tocar, precisa tocar direito garoto). Foi o dia em que Sam descobriu sua vocação. Pelo menos é essa história que Sam Lightnin´ Hopkins gosta de contar sobre o início de sua fantástica carreira. Depois ele veio a trabalhar durante um tempo como guia de Blind Lemom. Ele começou tocando com seus irmãos, os músicos de blues John Henry e Joel. Já no meio da década de 20 ele começou a pegar carona em trens, jogar dados e a tocar seus blues, onde quer que estivesse.
Na sua adolescência, Hopkins começou a trabalhar com outro grande cantor: Texas Alexander. Na metade da década de 30 ele ficou preso na "Houston Contry Prision Farm", mas depois de solto ele retornou ao circuito do blues. Em 1946 ele entrou pela primeira vez em estúdio, para gravar pela Aladdin Records. No estúdio havia um pianista chamado Wilson Thunder (trovão) Smith, que foi quem batizou Sam Hopkins como Lightnin (raio). Esse álbum foi descrito como "downbeat solo blues", característica do estilo de Hopkins.
Ele gravou vários disco entre 1946 e 1954, mas eles só fizeram sucesso entre a comunidade negra. Isso até 1959, quando Hopkins começou a trabalhar com o lendário produtor Sam Chambers, que fez sua música chegar até o público branco.
No início da décade de 60 ele tocou no Carnegie Hall e em 1964 saiu em turnê com o American Folk Blues Festival. No fim dos anos 60 ele abriu para várias bandas de rock, como Grateful Dead e Jefferson Airplane. Durante os anos 70 ele fez turnê pela Europa, chegando a tocar para a Rainha Elizabeth II.

Em 1972 ele trabalhou na trilha sonora do filme "Sounder" e também foi o centro de um documentário chamado "The Blues According to Lightnin' Hopkins", vencedor de um prêmio no Chicago Film Festival.
Seus maiores sucesso são "Short Haired Women / Big Mama Jump!" (1947); "Shotgun Blues" ficou em 5º lugar na Billboard em 1950;"Penitentiary Blues" (1959) e "Mojo Hand" (1960).
Lightnin Hopkins morreu de câncer no esôfago no dia 30 de janeiro de 1982. Em seu enterro estiveram mais de 4000 pessoas, incluindo fãs e outros artistas. Sua influência ainda foi sentida por muitos anos pelo mundo da música.

Fonte: http://www.blueseveryday.blogspot.com/2007_01_01_archive.html

Uma pequena amostra do trabalho do grande Lightnin' Hopkins.

"GOING BACK HOME" - LIGHTNIN' HOPKINS

Baixe Aqui!

Goin' back home, just as soon as God break day
Goin' back home, just as soon as the good Lord break a day
Whoa, you know this ain't no place for me,
and I don't think po' Lightnin wanna stay
Married woman, she the sweetest thing, man, in this world
Married woman, she the sweetest thing, man, in this world
You know why I know it? I got one,
every night she lays in po' Lightnin's arms
Sometimes, she calls me her little boy,
listen at me, I calls her my little girl
Sometimes, she call me her little boy,
listens at me, sometimes I call her my little girl
Yes, when that woman go to kiss me,
po' Lightnin think he's out of this world

"Lonesome Road" - Lightnin' Hopkins




por: JoKa Blues

Nenhum comentário:

Seguidores deste Blog