quinta-feira, 21 de fevereiro de 2008

BESSIE SMITH - * 15/04/1895 † 26/09/1937

Bessie Smith nasceu a 15 de abril de 1894, em Chattanooga, Tennesee. Embora que seus pais tenham morrido quando ela era uma criança, Clarence, seu irmão mais velho, a convenceu a continuar no canto e na dança. Conseguiu trabalho no vaudeville e se tornou uma protegida de Ma Rainey; no fundo Bessie sabia que estava no caminho certo para se tornar uma grande nome do blues americano.

Bessie se mudou para o norte e passou o início dos anos vinte se apresentando em Atlantic City. Smith se tornou uma figura famosa como resultado de seu primeiro álbum em 1923, gravado pela Columbia, "Downhearted Blues".


Ela ganhava milhares de dólares por semana nos anos vinte, mas devido à popularidade do swing, o blues entrou em declínio para o público nos anos trinta, tendência essa que resultou no fim do 10 anos de contrato e 160 músicas gravadas para a Columbia Records.

Bessie continuou cantando ao vivo e conseguiu gravar mais quatro canções devido a insistência de John Hammond durante seus seis últimos anos, antes de falecer a 26 de setembro de 1937, quando sangrou até a morte depois que seu motorista, Richard Morgan a estava conduzindo de Memphis, Tennessee, onde tinha realizado um show para a cidade de Clarksdale, no Mississippi. Nesse estado, Mississippi, ela simplesmente teve o pronto atendimento recusado pois foi conduzida a um hospital destinado exclusivamente para... brancos.

Bessie Smith foi a primeira cantora de blues a se tornar um grande sucesso devido a sua carreira na indústria fonográfica. Músicas com letras sociais, um estilo vocal bem definido e claro, uma vida pessoal bem aberta com quebra de costumes e sabendo se defender contra atitudes racistas, tudo isso fez de Bessie na época algo equivalente ao que Miles Davis representaria depois.




"NOBODY KNOWS YOU WHEN YOU'RE DOWN AND OUT" - BESSIE SMITH
(Columbia Studios, registro 14451-D, New York City, 15 de Maio 1929)
Baixe Aqui!


Ouçam e deliciem-se ... imaginem estar com uma pessoa muito especial, num bar intimista em New Orleans (antes do Katrina) com pouca luz e a cumplicidade do Clarinete, do Piano, e a voz da cantora, tomando um Southern Confort com Ginger Ale, suco de limão e muito gelo ...

Well, once I lived the life of a millionaire,
Spent all my money, didn't have any cares.
Took my friends out for a a mighty fine time
Boot leg whiskey, champagne and wine

Then I began to fall so low,
Lost all my good friends had no place to go
If I get my hands on a dollar again
I'm gonna hold on to it until the old eagle grins

Nobody knows you when you're down and out
In your pocket not one penny
And as for friends, you ain't got any.

Soon as you get on your feet again,
Everybody wants to be your long-lost friend
I think it's strange, without any doubt
Nobody knows you when you're down and out



Em 1929, Kenneth W. Adams e W.C. Handy escreveram o roteiro para um curta metragem baseada na famosa canção St. Louis Blues, e convenceram ao estúdio de cinema RCA Phototone sobre a idéia de realiza-lo. O Estúdio Phototone contratou Dudley Murphy para dirigir e Bessie Smith foi escolhida para ser a estrela do filme. Esse curta mensagem foi filmado no ano de 1929 nos estúdios da Photophone, em Gramercy Park, NY .

Bessie tinha passado por uma experiência na gravação de " St. Louis Blues " que tinha lançado Louis Armstrong no pistão, portanto era a pessoa certa para a obra certa. O filme de curta metragem foi lançado em junho de 1929 em Astoria, Long Island foi mostrada entre os anos de 1929 a 1932. Foi a única aparição de Bessie Smith em filme.

O filme caracteriza um mix de Blues, Rag e Jazz e mostra James P. Johnson no Piano, Thomas Morris e Joe Smith nos pistões, como também Johnson Choir. O filme contou com a a presença do dançarino e ator Jimmy Mordecai no papel do imprestável namorado de Bessie e a atriz Isabel Washington Powell como a outra mulher.

St. Louis Blues:


Um comentário:

Lenhador disse...

Parabéns galera! Acabei de linkar o blog. Abraços.

Seguidores deste Blog